Um recorte do mundo na mídia sob o olhar da Semiolinguística

Maria Aparecida Lino Pauliukonis, Rosane Santos Mauro Monnerat

Resumo


Este artigo tem como proposta discutir o conceito de texto como discurso sob fundamentos da Teoria Semiolinguística (CHARAUDEAU, 2006, 2007, 2008, 2010), uma das vertentes da Análise do Discurso de base interativo-comunicacional. Um dos objetivos é analisar como se dá a apreensão dos sentidos de um texto, tomando por base o exame de operações discursivas realizadas pelos sujeitos enunciadores em uma situação social específica e regidos por um contrato comunicativo. Para tanto, pretende-se analisar o processo enunciativo presente em uma reportagem jornalística, intitulada “Sob comando Talibã, Afeganistão volta a ter música como tabu e artistas silenciados”, publicada por meio digital, no jornal Gazeta Brasil, no dia 22/8/2021, não apenas verificando como se dá a criação da imagem do (Tu) destinatário e sua captação por diversos meios patêmicos (pathos), como também destacando os índices de subjetividade que são mais frequentes, responsáveis pela adesão do leitor. Como complemento à temática do texto noticioso, far-se-á a apresentação de duas fotos de grafites de autoria da artista afegã Shamsia Hassani, cujo trabalho centraliza a opressão da mulher na sociedade afegã atual, sobretudo após a tomada do poder pelos talibãs em agosto de 2021.


Palavras-chave


Texto. Discurso midiático. Enunciação. Patemização.

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Retórica. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 2005.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1979.

BENVENISTE, Émile. Problèmes de linguistique générale, v. 1. Paris: Gallimard, 1966.

BRÉAL, Michel. Ensaio de semântica: Ciência das significações. São Paulo: EDUC-Pontes, 1992.

CHARAUDEAU, Patrick. Langage et Discours: Eléments de sémiolinguistique (Théorie et pratique). Paris: Hachette, 1983.

CHARAUDEAU, Patrick. Grammaire du sens et de l’expression Paris: Hachette, 1992.

CHARAUDEAU, Patrick. Discurso das mídias. São Paulo: Contexto, 2006.

CHARAUDEAU, Patrick. Pathos e discurso político. In: MACHADO, Ida Lúcia; MENEZES, Willian; MENDES, Emília (org.). As emoções no discurso, v. 1. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007. p. 240-251.

CHARAUDEAU, Patrick. Linguagem e discurso: modos de organização. São Paulo: Contexto, 2008.

CHARAUDEAU, Patrick. A patemização na televisão como estratégia de autenticidade. In: MENDES, Emília; MACHADO, Ida Lúcia (org.). As emoções no discurso, v. 2. Campinas: Mercado Letras, 2010. p. 23-56.

ECO, Umberto. A estrutura ausente. São Paulo: Perspectiva, 1976.

HAN, Byung-Chul. O capitalismo da emoção. In:HAN, Byung-Chul. Psicopolítica: o neoliberalismo e as novas técnicas do poder. Belo Horizonte: Editora Âyiné, 2020. p. 59-68.

MACHADO, Ida Lúcia; JESUS, Sérgio Nunes. (org.) Análise do discurso: afinidades epistêmicas franco-brasileiras. v. 2. Belo Horizonte: CRV, 2001.

PLANTIN, Christian. As razões das emoções. In: MENDES, Emília. As emoções no discurso, v. 2. Campinas: Mercado de Letras, 2010. p. 57-80.

SOB comando Talibã, Afeganistão volta a ter música como tabu e artistas silenciados. Gazeta Brasil, São Paulo, 22 ago. 2021. Seção Mundo. Disponível em: https://gazetabrasil.com.br/mundo/2021/08/22/sob-comando-taliba-afeganistao-volta-a-ter-musica-como-tabu-e-artistas-silenciados/. Acesso em: 26 ago. 2021.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-12esp2409

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.