Homem de Deus quanto à idade e à raça: um olhar da análise do discurso para um artigo de publicação religiosa

Juliana SILVA SANTOS, Bárbara Amaral da Silva

Resumo


A religião assumiu e ainda assume diversos posicionamentos quanto ao modo de se comportar das pessoas. Levando isso em consideração, este texto tem como desafio analisar um artigo religioso escrito pelo bispo Edir Macedo intitulado “Homem de Deus quanto à idade e à raça”, publicado na sessão de comportamento do site da Igreja. Nesse sentido, serão exploradas questões colocadas no artigo como sendo o comportamento ideal que um “homem de Deus” deveria adotar no momento da escolha de uma esposa. Para tanto, serão levados em conta as duas categorias elencadas no próprio texto de Macedo: a idade e a raça. Com este trabalho, objetivou-se questionar o papel de uma instituição religiosa frente às diferenças colocadas e historicamente perpetuadas entre homens e mulheres e entre brancos e negros, de forma a verificar como esta desigualdade é mantida e naturalizada pelo discurso. Para a análise, foram levadas em conta, principalmente, as teorias da Análise do Discurso de linha francesa, compreendendo as noções de ideologia e memória discursiva, a partir de Michel Pêcheux (1975), além de contribuições da Sociologia dos Campos a partir dos conceitos de violência simbólica e de habitus, de Pierre Bourdieu (2003). A partir da breve análise realizada, foi possível traçar considerações sobre o papel da Igreja como Aparelho Ideológico do Estado, como postula Louis Althusser (1996).


Palavras-chave


Análise do Discurso. Raça. Gênero.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTHUSSER, Louis. Ideologia e Aparelhos Ideológicos de Estado. In: ZIZEK, Slavoj. Um Mapa da Ideologia. Rio de Janeiro: Contraponto, p. 105-142, 1996.

ALVES, Claudete. Virou regra? São Paulo: SCORTECCI EDITORA, 2011.

BAKHTIN, Mikhail; VOLOCHINOV, Valentin Nikolaevich. Marxismo e filosofia da linguagem. 11.ed. São Paulo: Hucitec, 2004.

BOURDIEU, Pierre. A dominação masculina. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

______. A economia das trocas simbólicas. Vários tradutores. São Paulo: Perspectiva, 2011.

______. O poder simbólico. Tradução de Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

BRANDÃO, Helena H. Nagamine. Introdução à Análise do Discurso. Campinas: Ed. Unicamp, 2007.

CHARÃO, R. B. Negros e protestantismo no Brasil: alguns apontamentos. Identidade! São Leopoldo/RS, v. 03, n.01 e 02, p. 07-12, 2002. Disponível em: http://periodicos.est.edu.br/index.php/identidade/article/view/2291/2186. Acesso em: 16 nov. 2014.

CHOULIARAKI, Lilie; FAIRCLOUGH, Normam. Discourse in Late Modernity: rethinking Critical Discurse Analysis. Edinbourg: Edinbourg University, 1999.

FERRARI, Odêmio Antonio. Bispo S/A – A Igreja Universal do Reino de Deus e o exercício do poder. São Paulo: Ave-Maria, 2007.

GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2002.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo 2010: número de católicos cai e aumenta o de evangélicos, espíritas e sem religião. 2012. Disponível em: http://censo2010.ibge.gov.br/noticias-censo?view=noticia&id=1&idnoticia=2170&t=censo-2010-numero-catolicos-cai-aumenta-evangelicos-espiritas-sem-religiao. Acesso em: 05 Nov. 2014.

MICHELET, Jules. A Feiticeira. Tradução de Maria Luiza X. de A. Borges. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1993.

NOTÍCIAS GOSPEL. Bispo Edir Macedo afirma que não é recomendado se casar com pessoas de “raças diferentes” ou mulheres mais velhas. Disponível em: http://noticias.gospelmais.com.br/bispo-macedo-homens-casar-mulheres-raca-diferente-39342.html. Acesso em 05 Nov. 2014.

ORLANDI, Eni P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas: Pontes, 2013.

PÊCHEUX, M. Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. 3.ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 1997.

PERROT, Michelle. Minha história das Mulheres. 1. ed. Tradução de Angela M. S. Côrrea. São Paulo: Contexto, 2007.

SANTO, Moisés Espírito. A religião na mudança: A Nova Era. Lisboa: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa, 2002.

UNIVERSAL. Em que cremos. Disponível em: http://www.universal.org/institucional/emquecremos.html. Acesso em: 16 Nov. 2014.

VAN DIJK, Teun A. Discurso e racismo. In: VAN DIJK, Teun A. Discurso e poder. São Paulo: Editora Contexto, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.7.7.1.281-302

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.