O sujeito e a socioconstrução da linguagem

Francisco Renato Lima, Maria Angélica Freire de Carvalho

Resumo


Apresenta-se, neste texto, a partir de Bakhtin (2009 [1929] / 2011 [1979] / 2013 [1929]) e Vygotsky (2001 [1934] / 2008 [1934]), uma discussão sobre sujeito e linguagem, apontando para as relações intersubjetivas e dialógicas que permeiam a tessitura das interações sociais. Esses dois epistemólogos apresentam especificidades teóricas, que se delineiam e se encontram dialogicamente, ao conceberem o homem como um ser crítico e social, que age no mundo, com e por meio da linguagem. Na realização dessas ações, os sujeitos constroem uma consciência, fundada na internalização do signo, que se refracta nos contextos de usos e nas produções de sentido, que fundam e ampliam os sentidos da língua. Para a elucidação desses fundamentos, recorre-se as leituras de Bronckart (2006/2008/2012), Cardoso (2000), Fiorin (2006), Freitas (2005), Rojo (2010), que ao balizarem suas escritas nos fundamentos desses dois teóricos, entrecruzam olhares sobre a natureza sociointeracional e socio-histórica que caracteriza a ação linguageira do homem no mundo, apontando, portanto, para o papel do sujeito e a socioconstrução da linguagem.

 


Palavras-chave


Sujeito; Linguagem; Socioconstrução; Diálogo; Interação.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail (VOLOCHINOV, Valentin Nikolaevich). Marxismo e filosofia da linguagem. Tradução Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2009. [1929].

______. Estética da criação verbal. Tradução Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011. [1979].

______. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução Paulo Bezerra. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2013. [1929].

BRONCKART, Jean-Paul. Atividade de linguagem, textos e discursos: por um interacionismo sociodiscursivo. 2. ed. São Paulo: EDUC, 2012.

______. O agir nos discursos: das concepções teóricas às concepções dos trabalhadores. Campinas: Mercado de Letras, 2008.

______. Atividade de linguagem, discurso e desenvolvimento humano. Organização e tradução Anna Rachel Machado e Maria de Lourdes Meirelles Matencio. Campinas: Mercado de Letras, 2006.

CARDOSO, Cancionila Janzkovski. A socioconstrução do texto escrito: uma perspectiva longitudinal. 2000. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2000.

FIORIN, José Luiz de. Introdução ao pensamento de Bakhtin. São Paulo: Ática, 2006.

FREITAS, Maria Teresa de Assunção. Nos textos de Bakhtin e Vigotski: um encontro possível. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin, dialogismo e construção do sentido. 2. ed. Campinas: UNICAMP, 2005. p. 295-314.

ROJO, Roxane. Falando ao pé da letra: a constituição da narrativa e do letramento. São Paulo: Parábola, 2010.

VYGOTSKY, Lev Semenovitch. A construção do pensamento e da linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2001. [1934]

______. Pensamento e Linguagem. Tradução Jefferson Luiz Camargo. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2008. [1934]




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.6.6.2.199-212

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.