O amor e o erótico lexicograficamente analisado: uma visão discursiva

Zilda Maria Dutra Rocha

Resumo


As palavras que saem significadas de um dicionário, principalmente   quando se trata de um dicionário bem reconhecido, ganham mais importância conforme seus efeitos de sentidos, formados a partir da visão do lexicógrafo e da sociedade.  Assim como outras, as palavras amor e erótico exprimem, além do significado compartilhado pelos membros da mesma língua, o ponto de vista de uma sociedade e do autor que as descreve como verbetes em sua obra. Recortamos do dicionário Aurélio Júnior (2011) os verbetes amor e erótico, os quais são descritos e analisados sob a ótica da Análise do Discurso (ORLANDI, 1999, 2000; MACHADO, 2009) e a perspectiva teórica da Lexicografia Discursiva (NEVES,1996; PONTES, 2009), área da Lexicografia que tem como foco de pesquisa os discursos produzidos pelo dicionário. A pesquisa lexicográfica sob uma visão discursiva vê nas palavras um discurso além do próprio discurso. Posto isso, justificamos nosso trabalho como relevante por se tratar dos discursos produzidos em dicionário voltado para alunos do ensino fundamental, discursos esses, geralmente tomados ideologicamente como neutros pelo consulente comum. Para compor as nossas conclusões indagamos: que interpretações o aluno pode tirar dos efeitos de sentidos gerados pelos significados mostrados nesses verbetes?


Palavras-chave


Dicionário; Sentido; Discurso.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.5.5.3%20esp.40-49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.