Argumentação emocionada em uma carta e em uma postagem do Instagram

Suzana Leite Cortez, Evandro de Melo Catelão

Resumo


Problematizamos, neste estudo, o fazer argumentativo de textos pré-digitais e digitais nativos, marcadamente passionais, que visam a agir sobre o interlocutor através da mobilização de emoções. Teoricamente, este estudo articula conceitos provenientes das teorias de texto, do discurso e da enunciação. Sustentamos a hipótese de que, no campo da argumentação, a busca pelo acordo (ou desacordo) pode ser um ponto de geração de emoção, principalmente ancorada no preferível, ou seja, no campo dos valores e das crenças, que são empaticamente mobilizados. Objetivamos, assim, discutir, pela comparação entre carta de suicídio e postagem no Instagram, que tipo de orientação argumentativa é explorada pelos enunciadores. Os resultados da análise indicam que os textos são construídos de forma muito similar, no sentido de articulação dos pontos de vista e escolha dos tipos de argumentos (real/preferível) com a ação de linguagem visada pelos sujeitos. Nos gêneros discursivos que apelam para o sensível, parece haver uma problemática muito maior quanto ao uso de valores, dos fatos e das provas no interior das orientações argumentativas. Trazer ou questionar valores e interesses seria também uma forma de trazer emoção ao discurso e de defender pontos de vista empaticamente.


Palavras-chave


Argumentação. Emoção. Ponto de vista.

Texto completo:

PDF

Referências


ADAM, Jean-Michel. A linguística Textual. São Paulo: Cortez, 2011.

ADAM, Jean-Michel. La linguistique textuelle: introduction à l’analyse textuelle des discours. Paris: Armand Colin, 2008.

ADAM, Jean-Michel. Textos: tipos e protótipos. Trad. Mônica Magalhaes Cavalcante (et al). São Paulo: Contexto, 2019.

AMOSSY, Ruth. A argumentação no discurso. São Paulo: Contexto, 2018.

AMOSSY, Ruth. Apologia da polêmica. São Paulo: Contexto, 2017.

CORTEZ, S. L. Referenciação e Construção do Ponto de Vista. Dissertação. (Mestrado em Linguística) - Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2003.

CORTEZ, S. L. A Construção textual-discursiva do ponto de vista: vozes, referenciação e formas nominais. Tese. (Doutorado em Linguística) - Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2011.

MICHELI, R.; HEKMAT, I.; RABATEL, A. Les émotions: des modes de sémiotisation aux fonctions argumentatives. Semen, v. 35, p. 7-16, 2013.

PLANTIN, Christian. Análise e crítica do discurso argumentativo. EID&A – Revista Eletrônica de estudos integrados em discurso e argumentação. Ilhéus, n.1, p.17-37, nov. 2011.

PERELMAN, Chaïm. Retóricas. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

PERELMAN, Chaïm; OLBRECHTS-TYTECA, Lucie. Tratado da argumentação: a nova retórica. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

PINTO, R.; CORTEZ, S. L. Do pathos retórico à ‘empatia rabateliana’: argumentação emocionada em textos/discursos polêmicos. Revista de Letras, Fortaleza, n.36, v.2, jul.-dez.2017.

RABATEL, A. Une histoire du point de vue. Metz: Université de Metz, 1997.

RABATEL, A. La construction textuelle du point de vue. Lausanne-Paris: Delachaux & Niestlé, 1998.

RABATEl, A. Homo narrans. Pour une analyse énonciative et interactionnelle du récit. Tome 1. Les points de vue et la logique de la narration. Limoges : Editions Lambert-Lucas.

RABATEL, A. Empathie et émotions argumentées en discours. Le discours et la langue, v. 4. 1, p. 159-178, 2013a.

RABATEL, A. Écrire les émotions en mode empathique. Semen, v.35, p. 65-82, 2013b.

RABATEL, A. Entremeios [Revista de Estudos do Discurso], Seção Entrevista, Pouso Alegre (MG), vol. 11, p. 147-164, jul. - dez. 2015.

RABATEL, A. En amont d’une théorie argumentative de la polyphonie, une conception radicale de l’énonciation comme énonciation problématisante. Verbum XXXVIII, 2016, no 1-2, 131-150.

RABATEL, A. Les stratégies émotives d’un repentir public offensif. In: RABATEL, A. Pour une lecture linguistique et critique des medias: empathie, éthique et point(s) de vue. Limoges: Lambert-Lucas, 2017.

RABATEL, A. Du sens et de l’interprétation au prisme de la problématique translinguistique du point de vue. Orbis Linguarum vol. 50/2018.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-12esp2422

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.