Dialogismo e espetacularização nas capas da Veja e tweets: o primeiro mês do governo Bolsonaro

Anderson William Marzinhowsky Benaglia, Barbara Heller, Cristiane Furlan

Resumo


Este artigo busca compreender as disputas de sentido atribuídas aos primeiros trinta dias do governo Bolsonaro, em janeiro de 2019, nas capas da revista Veja, um dos periódicos de maior tiragem e circulação no Brasil, com aproximadamente 556 mil exemplares semanais, e nos tweets da conta pessoal do presidente, a mídia com maior número de seguidores e a que ele mais utiliza desde sua campanha. Foram analisadas, por meio de abordagem qualitativa-interpretativa, as imagens postadas no Twitter no mesmo dia da publicação de Veja e as relações com os enunciados verbais que as acompanham. Para tanto, apoiamo-nos nos conceitos de dialogismo, vozes e discurso centrípeta, de Mikhail Bakhtin (1999, 2010, 2015), e de espetacularização, de Guy Debord (1997). Concluímos que enquanto a revista põe a público a descrença em seu governo, o Twitter, em uma relação dialógica, edifica sua imagem, mostrando-o como homem de ação.


Palavras-chave


Mídia. Dialogismo. Espetacularização.

Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA LUPA. #Verificamos: Atentado contra Jair Bolsonaro com checagens em tempo real. Disponível em: https://piaui.folha.uol.com.br/lupa/2018/09/06/atentado-bolsonaro-tempo-real/. Acesso em: 01 jul. 2021.

ASSIS, Machado de. Como se inventaram os almanaques. In: MEYER, Marlyse (Org.). Do almanak aos almanaques. São Paulo: Ateliê Editorial, 2001, p. 25-28. Disponível em: http://bit.ly/3p0vrtM. Acesso em: 16 dez. 2020.

BAKHTIN, Mikhail (Volochinov). Marxismo e Filosofia da Linguagem. Tradução Michel Lahud e Yara Frateschi Vieira. 9. ed. São Paulo: Hucitec, 1999.

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Tradução de Paulo Bezerra. 5. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

BAKHTIN, Mikhail. Teoria do romance I: o romance como gênero literário. São Paulo: Editora 34, 2015.

BRAGA, José Luiz. Polarização como estrutura da tolerância: uma questão comunicacional. In: Heller, Barbara et al. Midiatização e (in)tolerância. Salvador: Edufba, 2020.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo - comentários sobre a sociedade do espetáculo. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997.

FÍGARO, Roseli; MOLIANI, José Augusto; MARQUES, Ana Flávia; KINOSHITA, Jamir. Jornalismo digital: questões metodológicas da análise das condições de produção nos novos arranjos do trabalho dos jornalistas. Anais. [S.l.]: [s.n.], 2020. Disponível em: http://www3.eca.usp.br/sites/default/files/form/biblioteca/acervo/producao-academica/003023686.pdf

FIORIN, José Luiz. Introdução ao pensamento de Bakhtin. São Paulo: Ática, 2008.

FELDMAN, Sérgio Alberto. Da santificação do nome divino ao libelo de sangue: interações entre judeus e cristãos no período das cruzadas. Revista Graphos, v. 15, n. 1, 30 jun. 2013, p. 2-19. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/graphos/article/view/16320. Acesso em: 16 dez. 2020.

JOSEMIN, Gilberto Clovis. Entendimento interpretativo em pesquisa qualitativa sobre sistemas de informação. XXXV Encontro da Anpad. Disponível em: http://www.anpad.org.br/admin/pdf/ADI1539.pdf. Acesso em: 03 set. 2021.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. Prefácio de Néstor García Canclini. Tradução de Ronald Polito e Sérgio Alcides. Rio de Janeiro: UFRJ, 1997.

MARCONDES FILHO, Ciro (Org). Dicionário da comunicação. 2. ed. São Paulo: Paulus, 2009.

MENDONÇA, Carolina Bittencourt. Escrevendo uma história: a experiência da Cia. de Canetas Compactor em Nova Iguaçu (1955-1995). 2014. 52 p. Trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em História) - Instituto Multidisciplinar, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Nova Iguaçu, 2014. Disponível em: https://bit.ly/38fymZc. Acesso em: 20 nov. 2020.

RECUERO, Raquel da Cunha. Disputas discursivas, legitimação e desinformação: o caso Veja x Bolsonaro nas eleições de 2018. Comun. Mídia consumo, são paulo, v. 16, n. 47, p. 432-458, set./dez. 2019. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/337882190_Disputas_discursivas_legitimacao_e_desinformacao_o_caso_Veja_x_Bolsonaro_nas_eleicoes_brasileiras_de_2018. Acesso em: 04 jul. 2021.

RIBAS, Mariana. Jânio de pé torto: símbolo de dias complicados. Aventuras na História. Uol. Publicado em: 31 jan. 2019. Disponível em: http://fpjq.org.br/2019/02/19/janio-de-pe-torto-simbolo-de-dias-complicados/. Acesso em: 16 dez. 2020.

SANTOS, Tarcyane dos. A comunicação nas teorias das mídias digitais no Brasil e nos Estados Unidos. Famecos. Porto Alegre, v. 23, n. 1, jan.-abr. 2016. Disponível em: https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/21490. Acesso: 13 dez. 2020.

SILVA, Antônio de Morais; BLUTEAU Rafael. Diccionario da lingua portugueza composto pelo padre D. Rafael Bluteau, reformado, e accrescentado por Antonio de Moraes Silva natural do Rio de Janeiro. Lisboa, 1789.Disponível em: https://digital.bbm.usp.br/handle/bbm/5412. Acesso em: 15 dez. 2020.

SUASSUNA, Ariano. Almanaque armorial brasileira. Folha de São Paulo, Ilustrada. São Paulo: 10 jul. 2000. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/fsp/ilustrad/fq1007200026.htm. Acesso em: 16 dez. 2020.

TRÄSEL, Thomas; LISBOA, Silvia; VINCIPROVA, Giulia Reis. Pós-verdade e confiança no jornalismo. Brazilian Journalism Research. v. 15, n. 3, p. 452-473, 2019.

THOMPSON, John Brookshire. A mídia e a modernidade: uma teoria social da mídia. Petrópolis: Ed. Vozes, 2011.

VEJA. São Paulo: Editora Abril, n. 1, 11 set. 1968.

VEJA. São Paulo: Editora Abril, ed. 2615, n. 1, jan. 2019a. Capa.

VEJA. São Paulo: Editora Abril, ed. 2616, n. 2, jan. 2019b. Capa.

VEJA. São Paulo: Editora Abril, ed. 2617, n. 3, jan. 2019c. Capa.

VEJA MIDIA KIT 2019. Disponível em: http://publiabril.abril.com.br/marcas/veja. Acesso em: 28 set. 2019.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-32193

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.