A seleção do modo verbal em orações completivas do português

Paulo Mosânio Teixeira Duarte (in memoriam), Maria Claudete Lima

Resumo


a seleção do modo verbal, a despeito das inúmeras pesquisas sobre o tema, permanece um desafio à descrição linguística, especialmente, em contextos em que o indicativo alterna com o subjuntivo. Neste trabalho, analisam-se ocorrências de orações completivas introduzidas por que, retiradas de um corpus do português culto falado em Fortaleza, com o fim de investigar os fatores sintático-semânticos que podem influenciar a escolha do modo da subordinada. Baseados em Bybee e Terrell (1990) e  Pottier (1992), faz-se uma pesquisa quanti-qualitativa, que revelou serem as variáveis valor semântico e tipo de oração as mais significantes estatisticamente. Quanto ao valor semântico, o indicativo predomina em todas as classes, com exceção do valor de desejo/intenção, em que o subjuntivo é o mais frequente tanto na direção da função para a forma (81,3% - 26/32), quando da forma para a função (38,8% - 26/67). Quanto ao tipo de oração, há maior frequência de subjuntivo nas orações objetivas indiretas (70%). A predominância do indicativo sobre o subjuntivo parece se dever à tendência de não codificação gramatical da subjetividade em contextos em que o sentido subjetivo é previsível, como resultado da atuação do princípio da economia.


Palavras-chave


Indicativo. Subjuntivo. Oração completiva.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES NETA, A. O uso de formas do indicativo por formas do subjuntivo no português brasileiro. Dissertação de Mestrado. Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2000.

BECHARA, E. Moderna gramática portuguesa. Rio de Janeiro: Lucerna, 1999.

BOSQUE, I. Las bases gramaticales de la alternancia modal. Repaso y balance. BOSQUE, Ignacio (ed.) Indicativo y subjuntivo. Madrid: Taurus, 1990. p.13-65.

BYBEE, J.; TERRELL, T.. D. Análisis semántico del modo en español. BOSQUE, Ignacio (ed.) Indicativo y subjuntivo. Madrid:Taurus, 1990.p.145-163.

CAMARA JR., J. M. Estrutura da língua portuguesa. 30 ed. Petrópolis: Vozes, 1999.

CARREIRA, M. H. A. Pottier, B. (1992) Sémantique Générale. Paris: PUF, 237pp. DELTA: Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada, [S.l.], v. 12, n. 1, jul. 1996. ISSN 1678-460X. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2020.

CARVALHO, H. M. de. A alternância indicativo/subjuntivo nas orações substantivas em função dos tempos verbais presente e imperfeito na língua falada do Cariri. Tese de Doutorado. Programa de Pós-Graduação em Linguística. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2007.

CARVALHO, H.M de.; ARAÚJO, A.A.; NASCIMENTO NETO, A.V. do. Uso do presente do subjuntivo em variação com o presente do indicativo no falar culto de Fortaleza. Revista (Con)textos Linguísticos (Modelos Baseados no Uso). V. 11, n.19, p. 83-103. jul. 2017.

CERVONI, J. Enunciação. São Paulo: Ática, 1989.

CUNHA, C. F. da. Gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Padrão, 1983

HAIMAN, J. Iconic and economic motivation. Language, 59 (4), p. 781-819, 1983.

LLORACH, E. A. Gramática estructural. Madrid: Gredos, 1981

LUCCHESI, D.; MEIRA, V. O emprego do modo subjuntivo nas orações adverbiais no português popular do interior do Estado da Bahia: um estudo sociolinguístico. DELTA, São Paulo, v. 35, n. 2, e2019350211, 2019. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2020. Epub Aug 12, 2019. https://doi.org/10.1590/1678-460x2019350211.

LYONS, J. Introduction to theoretical linguistics. 12 ed. London: Cambridge University, 1995.

MEIRA, V. O uso do modo subjuntivo em orações relativas e completivas no português afro-brasileiro. 2006. 317f. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística) – Instituto de Letras, Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2006.

MONTEIRO, J. L. (org.) O português oral culto de Fortaleza - PORCUFORT. Manuscrito inédito.

PERINI, M. Gramática descritiva do português. São Paulo: Ática, 1995.

PIMPÃO, T. S. O subjuntivo não é apenas o modo da incerteza. Letrônica, v. 10, n. 1, p. 109-121, 27 dez. 2017.

POTTIER, B. Semantique générale. Paris: PUF, 1992.

SAID ALI, M. Dificuldades da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Livraria Acadêmica, 1966.

SOUZA, M. da S.; OLIVEIRA, J. M. de. Variação do modo subjuntivo: um estudo sobre o português quilombola do interior da Bahia. A Cor das Letras. V. 21, n.1, 2020. p. 62-76, janeiro-abril de 2020




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-7esp2029

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.