A organização retórica do artigo de opinião no contexto do vestibular

Wiliam Cesar Ramos, Cintia Bicudo, Luciana Cristina Ferreira Dias Di Raimo

Resumo


Nesta pesquisa, realizamos uma análise documental de vinte artigos de opinião produzidos no vestibular de inverno de 2016 da Universidade Estadual de Maringá (UEM), considerados ótimos pela Comissão Central do Vestibular Unificado (CVU), com o objetivo de identificar a sua estrutura retórica e contrastá-la com a do artigo de opinião produzido no contexto jornalístico. Pautamo-nos na definição de gênero proposta por Bakhtin (1997, 2006), no modelo CARS (Create A Research Space) de Swales (1990), e na adaptação do modelo CARS, proposto por Oliveira (2004) para o gênero artigo de opinião. Os resultados revelam que a estrutura retórica dos artigos produzidos no contexto do vestibular apresenta diferenças com relação à estrutura retórica daqueles produzidos na esfera jornalística.


Palavras-chave


Função retórica. Artigo de opinião. Vestibular.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTONIO, J. D.; NAVARRO, P. (Org.). Gêneros textuais em contexto de vestibular. Maringá: Eduem, 2017.

BAKHTIN, M. Os gêneros do discurso. I – Problemática e definição e II – O enunciado unidade de comunicação verbal. In: BAKHTIN, M., Estética da criação verbal. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997. p.277-327.

BAKHTIN, M. A interação verbal. In: BAKHTIN, M. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 12. ed. São Paulo: Hucitec, 2006. p. 112 – 130.

BIASI-RODRIGUES, B.; HEMAIS, B.; ARAÚJO, J. C. Análise de gêneros na abordagem de Swales: princípios teóricos e metodológicos. In: B. BIASI-RODRIGUES; J. C. ARAÚJO; S. C. T. SOUSA (Org.). Gêneros textuais e comunidades discursivas: um Diálogo com John Swales. Belo Horizonte: Autentica, 2009. p. 17-32.

BONINI, A. Os gêneros do jornal: o que aponta a literatura da área de comunicação no Brasil?. Linguagem em (Dis)curso, v. 4, n. 1, p. 205-231, set. 2010. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2018.

BRONCKART, Jean-Paul. Atividade de linguagem, textos e discurso: por um interacionismo sóciodiscursivo. São Paulo: EDUC, 2003.

CORSI, M. S.; RITTER, L. C. B.; HILA, C. V. D. (Org.). Pibid- Letras/Português- UEM: alguns resultados didático-pedagógicos do letramento literário e da produção textual. São Carlos: Pedro&João Editores, 2015.

COSTA, Sérgio Roberto. Dicionário de gêneros textuais. 2. ed. Belo Horizonte: Autentica, 2009.

CUNHA, D. A. C. O funcionamento dialógico em notícias e artigo de opinião. In: A. P. DIONISIO; A. R. MACHADO; M.A. BEZERRA (Org.). Gêneros textuais e ensino. São Paulo: Parábola, 2010. p. 179-193.

LOPES-ROSSI, M. A. G. et al (Org.). Gêneros discursivos no ensino de leitura e produção de textos. Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária, 2002.

MENEGASSI, R. J. Aspectos sobre o gênero discursivo. In: ANTONIO, J. D.; NAVARRO, P. (Org.). Gêneros textuais em contexto de vestibular. Maringá: Eduem, 2017. p. 17-41.

MOTTA-ROTH, D. Questão de metodologia em análise de gêneros. União da Vitória: S, 2004. 18 p. Disponível em: < http://w3.ufsm.br/desireemroth/algumas_publicacoes/Dsir%20e-SIGET.doc >. Acesso em: 13 dez. 2018.

OLIVEIRA, C. M. M. Universidade Federal do Ceará Centro de Humanidades Programa de Pós-graduação em Linguística. A organização retórica de artigos de opinião na imprensa e no jornal escolar. 2004. 163f. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Curso de Linguística, Centro de Humanidades, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza. Disponível em: < http://www.repositorio.ufc.br/handle/ riufc/3607 >. Acesso em: 13 dez. 2018.

RODRIGUES, R. H. Os gêneros do discurso na perspectiva dialógica da linguagem: a abordagem de Bakhtin. In: MOTTA-ROTH, D. et al. Gêneros: teorias, métodos, debates. 2. ed. São Paulo: Parábola, 2007. p. 152-183.

SILVA, C. C. Caracterização dos comandos de produção textual da prova de redação do vestibular da UEM. 2018. 191 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Curso de Letras, Teorias Linguísticas e Literárias, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2018. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2018.

SWALES, J. M. Genre analysis: English in academic and research settings. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

SWALES, J. M.; FEAK, C. B. Abstracts and the writing of abstracts. Ann Arbor: The University of Michigan Press, 2009.

UBER, T. J.B. Artigo de opinião: estudos sobre um gênero discursivo. 23 f. TCC - Curso de Programa de Desenvolvimento Educacional da Secretaria de Estado da Educação do Paraná, Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2008. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2018.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ. Comissão Central do Vestibular Unificado. Vestibular UEM Inverno 2016. Prova 2 – Língua Portuguesa e Literaturas em Língua Portuguesa, Língua Estrangeira e Redação. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2018.

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ. Comissão Central do Vestibular Unificado. Questionário Socioeducacional dos Aprovados no vestibular de Inverno 2016. Disponível em: . Acesso em: 13 dez. 2018.

ZANINI, M. Artigo de Opinião: do ponto de vista à argumentação. In: J. D. ANTONIO; P. NAVARRO (Org.). Gêneros textuais em contexto de vestibular. Maringá: Eduem, 2017. p. 42-58.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-21493

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.