A concordância verbal no português popular de Salvador: uma amostra da variação linguística na periferia da capital baiana

Suelem Cristina Cunha Teixeira

Resumo


Esta pesquisa foi desenvolvida como parte do estudo do português popular do estado da Bahia realizado pelo Projeto Vertentes. O corpus foi constituído através de amostras de fala vernáculas coletadas em dois bairros da capital baiana, Itapuã e Liberdade, com o objetivo de realizar uma análise variacionista da concordância verbal junto à 3ª pessoa do plural, a partir dos princípios teóricos e metodológicos da Sociolinguística Variacionista. Para realizar o estudo, foi estabelecida a variável dependente, em termos binários, na dicotomia presença ou ausência do morfema de 3ª pessoa do plural e as variáveis linguísticas e sociais que supostamente afetam o fenômeno em foco: a) realização e posição do sujeito; b) concordância nominal no sujeito; c) indicação do plural no SN sujeito; tipos de verbo; d) saliência fônica; e) forma do último constituinte que está antes do verbo; f) faixa etária; g) sexo; h) rede de relações sociais; i) nível de escolaridade; j) nível de exposição à mídia. Os resultados obtidos com os dados gerados pelo VARBRUL demonstraram as peculiaridades do fenômeno no português popular de Salvador, apontando os contextos condicionadores de realização da concordância verbal.

Palavras-chave


concordância verbal; português popular urbano; variação linguística.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.3.3.1.251-275

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.