A didatização da escrita por licenciandos do curso de Letras-Português da UFPE

Lívia Suassuna, Alane Kerolaine Gondim Leitão

Resumo


Neste trabalho, tivemos como objetivo identificar e analisar os modos como o licenciando de Letras-Português mobiliza os saberes disciplinares relativos à escrita para ensinar a escrever no estágio curricular de regência de turma. Para constituir o referencial teórico, apoiamo-nos, de um lado, em autores que, para além de uma visão aplicacionista, entendem o estágio como momento privilegiado de articulação entre teoria e prática na formação docente inicial, e defendem que o saber docente é compósito e heterogêneo; de outro lado, em termos da didática da escrita, adotamos pressupostos do paradigma sociointeracionista de ensino de língua portuguesa, no âmbito do qual a escrita é entendida como prática social e, por isso, demanda conhecimentos de várias ordens e não apenas aqueles de natureza estrutural. Realizamos uma pesquisa qualitativa cujo corpus foram projetos didáticos, relatos orais e relatórios escritos apresentados por licenciandos do curso de Letras-Português da UFPE ao final das atividades de regência de turmas dos anos finais do ensino fundamental. Os resultados mostraram que os licenciandos não explicitaram adequadamente os modos de didatização da escrita e que é necessário que as instituições formadoras dediquem maior atenção a esse aspecto ao longo do curso de formação inicial.


Palavras-chave


Licenciatura em Letras.Estágio. Ensino da escrita.

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, Ana Carolina Perrusi. A revisão textual na sala de aula: reflexões e possibilidades de ensino. In: LEAL, Telma Ferraz; BRANDÃO, Ana Carolina Perrusi (orgs.). Produção de textos na escola – reflexões e práticas no ensino fundamental. Belo Horizonte: Autêntica, 2007, p. 119-134.

COSTA VAL, Maria da Graça. O desenvolvimento do conhecimento linguístico-discursivo: o que se aprende quando se aprende a escrever? Veredas. Juiz de Fora, v. 5, n. 1, p. 83-104, 2001.

DINIZ-PEREIRA, Júlio E. A epistemologia da experiência na formação de professores: primeiras aproximações. Formação Docente, Belo Horizonte, v. 02, n. 02, p. 83-93, jan./jul. 2010. Disponível em: . Acesso em: 24 fev. 2018.

FELÍCIO, H. M. S. e OLIVEIRA, R. A. A formação prática de professores no estágio curricular. Educar, Curitiba, n. 32, p. 215-232, 2008.

FONSECA, Fernanda Irene. A urgência de uma pedagogia da escrita. Máthesis, n. 1, p. 223-251, 1992.

LOMBARDI, Roseli F. e ARBOLEA, Tânia A. Formando professores pesquisadores do ensino de língua materna. In: Anais do 1º Congresso Latino-Americano sobre formação de Professores de Língua. 2007, p. 1-6.

LOPES-ROSSI, Maria Aparecida G. A produção escrita de gêneros discursivos em sala de aula: aspectos teóricos e sequência didática. Signum: Estud. Ling., Londrina, n. 15/3, p. 223-245, dez. 2012.

MARCUSCHI, Beth. Escrevendo na escola para a vida. In: RANGEL, Egon e ROJO, Roxane (coord.). Língua Portuguesa: ensino fundamental. Brasília: Ministério da Educação, SEB, 2010, p. 65-84.

MENEGASSI, Renilson e GASPAROTTO, Denise. Revisão textual-interativa: aspectos teórico-metodológicos. Domínios de Lingu@gem, Uberlândia, v. 10, n. 3, p. 1019-1045, jul./set. 2016.

______. e OHUSCHI, Márcia Cristina G. O aprender a ensinar a escrita no curso de letras. Atos de pesquisa em educação. FURB, v. 2, nº 2, p. 230-256, maio/ago. 2007.

OLIVEIRA, Maria Bernadete Fernandes. Revisitando a formação de professores de língua materna: teoria, prática e construção de identidades. Linguagem em (Dis)curso. Tubarão, v. 6, n. 1, p. 101-117, jan./abr. 2006.

PETRONI, Maria Rosa; JUSTINO, Agameton Ramsés e MELO, Edsônia Souza Oliveira. Ainda sobre a formação do professor de língua portuguesa no Brasil. Interacções, n. 19, p. 28-37, 2011.

RAUBER, André Luiz. A formação do professor de língua portuguesa: o diálogo entre teoria e prática. 2008. Disponível em: . Acesso em: 24 mar. 2018.

SILVEIRA, Ana Paula K. A formação inicial do professor de língua portuguesa e a elaboração didática dos conteúdos de ensino: o caso de uma universidade no Vale do Itajaí. Fórum Linguístico, Florianópolis, v. 8, n. 1, p. 75-91, jan./jun. 2011.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude e LAHAYE, Louise. Os professores face ao saber: esboço de uma problemática do saber docente. In: Teoria e Educação, Porto Alegre, v. 04, p. 215-233, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-31195

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.