A heterogeneidade enunciativa em memes do “Bode Gaiato”

Marcela Regina Vasconcelos da Silva Nascimento

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar formas de heterogeneidade mostrada em memes do Bode Gaiato. Fundamentamo-nos, sobretudo, nos estudos de Jacqueline Authier-Revuz (1982, 1990), nos quais a autora, apoiando-se em concepções de descentramento do sujeito da psicanálise freudo-lacaniana e na noção de dialogismo de Bakhtin, discute os efeitos da presença de diversas vozes no discurso de um locutor, mostrando como todo discurso é atravessado por múltiplas vozes, de modo que não se pode acreditar na existência de discurso homogêneo. Para tanto, após a revisão de estudos teóricos de Authier-Revuz (1982, 1990), Bakhtin (2002), Benveniste (1989), Dunker (2010) e Flores; Teixeira (2005), coletamos 17 textos publicados no perfil do Bode Gaiato, numa das mais acessadas redes sociais, o Facebook. Esses textos foram, então, analisados à luz dos teóricos supracitados. Foi constatado que há, nos memes analisados, um entrecruzamento de vozes sociais bastante significativo para a construção do dizer, de modo que reconhecer essas vozes, remetendo-as aos discursos que evocam, é relevante para a compreensão desses textos. Comprova-se, assim, que todo discurso é intrinsecamente heterogêneo e que o sujeito não se constitui sozinho.


Palavras-chave


Heterogeneidade enunciativa. Heterogeneidade mostrada. Vozes sociais.

Texto completo:

PDF

Referências


AUTHIER-REVUZ, J. Heterogeneité montrée et heterogeneité constitutive: elements pour une approche de láutre dans Le discours. In: DRLAV – Revue de Linguistique, n. 26, p. 91-151, 1982.

______. Heterogeneidade(s) enunciativa(s). Tradução de Celene M. Cruz e João Wanderley Geraldi. Cadernos de estudos linguísticos, Campinas, IEL, n. 19, p. 25-42, 1990.

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. Tradução de Aurora Fornoni Bernardini et al. 5. ed. São Paulo: Anablume; Hucitec, 2002a.

______. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 9. ed. Tradução de Michel Lahud e Yara F. Vieira. São Paulo: Hucitec , 2002b.

______. Estética da criação verbal. Introdução e tradução de Paulo Bezerra. 6. ed. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2011.

BENVENISTE, É. Problemas de Linguística Geral II. Campinas, SP: Pontes, 1989.

DUNKER, C. I. L. Psicanálise: Lacan. Psicoterapias: teoria e técnicas. São Paulo, v. 1, n. 3, p. 7-39, 2010. Edição Especial.

FLORES, V. do N.; TEIXEIRA, M. Introdução à Linguística da Enunciação. São Paulo: Contexto, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-11047

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.