A expressão da evidencialidade no contexto de gêneros textuais

Izabel Larissa Lucena, Márcia Teixeira Nogueira

Resumo


O presente estudo investiga, sob a perspectiva funcionalista, a manifestação da evidencialidade no contexto de gêneros textuais. Com suporte teórico-metodológico da Gramática Discursivo-Funcional (HENGEVELD; MACKENZIE, 2008), analisamos a correlação entre a expressão da evidencialidade e os condicionamentos cognitivos e discursivos originados nos agrupamentos dos gêneros da ordem do narrar (GON), do relatar (GOR), do argumentar (GOA), do expor (GOE) e do prescrever (GOP). Para isso, utilizamos o COMTELPO (2006) - Corpus Mínimo de Textos Escritos da Língua Portuguesa, de onde selecionamos 400 páginas escritas no século XX em Portugal e no Brasil. Com o auxílio do programa computacional SPSS, observamos que as estratégias evidenciais exercem funções ligadas às motivações pragmáticas inerentes aos agrupamentos de gêneros.

Palavras-chave


Gramática Discursivo-Funcional; evidencialidade; gêneros textuais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.