Are you married teacher? Estratégias enunciativas sobre como tirar do armário

Raulino Batista Figueiredo Neto

Resumo


No presente artigo pretendemos analisar o comportamento verbal e ideológico de aprendizes/usuários de Língua Inglesa no tocante às identidades sexuais da sala de aula. Por intermédio de uma mirada autoetnográfica, procedimento voltado para os registros enunciativos na língua-alvo, discorreremos adicionalmente em torno do componente intercultural no processo de reconhecimento e respeito às diferenças da sala de aula. Para a constituição deste trabalho, baseamo-nos nas teorias de gênero e performatividade (BUTLER, 2007), nas Teorias queer (NELSON, 2008; NEPOMUCENO, 2009), nas considerações acerca das identidades da pós-modernidade (MOITA LOPES, 2002; HALL, 2005) e no engajamento intercultural (FLEURI, 2001; FIGUEIREDO NETO, 2014). Os resultados dessa incursão investigativa apontam para a premência de uma agenda pedagógica que empodere as sexualidades queer e promova, pelo viés da linguagem, o respeito a todas as cambiâncias da sala de aula de línguas.

Palavras-chave


Língua Inglesa. Sexualidades. Intercultural.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.6.6.2.237-251

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.