O erotismo nos poemas 1.1 E 1.4 de Tibulo

Maria Helena Aguiar Martins

Resumo


Pretendemos analisar a elocução nos poemas 1.1 e 1.4 do primeiro livro do corpus tibullianum. Tais poemas desenvolvem tema de teor erótico com relação a Délia (uma mulher), enquanto o segundo, a Márato (um garoto).  A análise formal da elocução nos poemas de Tibulo (c. 55-19 a.C.) fundamenta a discussão de aspectos dessa temática. Para isso, utilizamos como fundamentação teórica principalmente as obras Retórica a Herênio, de autor incerto e Manual de Retórica Literária, de Lausberg, além dos comentários de Maltby e Putnam sobre os poemas do primeiro livro de Tibulo. Esse estudo é relevante porque, para as discussões de conteúdo na poesia latina, é necessária uma análise da elocução do texto a ser utilizado, afinal, a disposição das palavras nos versos e o uso de figuras de linguagem estão em consonância com o conteúdo do poema. Tibulo utiliza bastante a mimese de conteúdo, através da disposição das palavras no verso, a fim de intensificar o caráter erótico de sua poesia. Assim, conteúdo (res) e forma (uerba) formam uma imagem em conjunto. Pretendemos, com esse trabalho, trazer à baila a requintada elocução erótica do poeta Tibulo que mimetiza o conteúdo através da forma.

Palavras-chave


Tibulo 1.1, 1.4; elegia; elocução; erótico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.5.5.3%20esp.61-75

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.