A gramaticalidade da expressão "foi quando"

Alexsandra Ferreira da Silva

Resumo


O presente artigo analisa os diferentes padrões de uso da expressão foi quando. Adotando os pressupostos da Linguística Cognitivo-Funcional, partimos da hipótese de que a expressão foi quando, em viés sincrônico, apresenta graus distintos de gramaticalidade em que o uso mais gramatical dessa expressão se apresenta de maneira bastante integrada na língua, funcionando como um conector. Para verificar nossa hipótese, procedemos a uma pesquisa sincrônica na qual são analisadas notícias publicadas no site <www.g1.globo.com>, tendo em vista a recorrência de uso da expressão foi quando nesse gênero textual. Através dessa análise, identificamos três padrões de uso representativos da gramaticalidade da expressão foi quando.

Palavras-chave


Cognitivo-funcional; gramaticalidade; conector.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.4.4.1.99-117

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.