Letramento além da alfabetização: a ficha de cadastro como gênero textual

Silmara Regina Colombo, Tânia Sofia Viel

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar a perspectiva do letramento além da alfabetização inicial, uma vez que, como prática social de leitura e escrita, entende-se que essa perspectiva deva abranger todas as etapas da educação básica e não se restringir à discussão em torno de alfabetizar versus letrar. Além de considerações sobre o letramento no panorama educacional brasileiro fundamentadas nas formulações de Soares, Kleiman e Rojo), e sobre a utilização das TICs (Tecnologias de Informação e Comunicação) como ferramenta didática, o texto traz o relato de uma experiência realizada com alunos do quarto ano do ensino fundamental, em uma escola pública de Sertãozinho-SP, a partir do gênero textual ficha de cadastro que teve como resultados uma significativa aprendizagem sobre dados pessoais e de endereço. Conclui-se que projetos pautados por uma abordagem que vise atribuir função social às práticas de leitura e escrita são necessários e viáveis em todas as etapas de escolarização.


Palavras-chave


Letramento; TIC; Prática de Escrita.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.4.4.1.180-191

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.