Características prosódicas de enunciados numéricos: um estudo de produção de foco

Ayane Nazarela Santos de Almeida, Miguel Oliveira Jr, René Alain Santana de Almeida

Resumo


O foco é um fenômeno linguístico por meio do qual os elementos de um enunciado se destacam. Estudos sobre a marcação prosódica do status informacional mostram que existem semelhanças e diferenças entre as línguas e, em geral, utilizam palavras sintaticamente organizadas em sentenças. Mas, e quanto aos números? O presente estudo tem como objetivo analisar características prosódicas de enunciados numéricos em português brasileiro e holandês. Vinte falantes de português brasileiro e de holandês leram essas sequências, nas quais foram inseridos números alvo que poderiam representar informação nova (mencionada pela primeira vez) ou dada (repetida). Para tanto, realizamos um experimento de produção com o objetivo de selecionar o corpus composto por números colocados em diferentes condições de foco em agrupamentos com nove números. Os resultados demonstraram semelhanças e diferenças interessantes no comportamento das medidas acústicas de duração, frequência média e intensidade média nas duas línguas e em todas as condições e posições em que os números foram organizados. Os falantes de holandês, por exemplo, marcaram de maneira mais consistente as informações focadas do que os falantes brasileiros, embora isso dependesse da posição estrutural de um número em uma sequência.


Palavras-chave


Foco. Números. Características prosódicas.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. N. S. de; OLIVEIRA JR, M. Análise do comportamento da F0 em enunciados numéricos de CPF no Português Brasileiro. Prolíngua, v. 14, p. 35-49, 2019.

AMINO, K.; OSANAI, T. Realisation of the prosodic structure of spoken telephone numbers by native and non-native speakers of Japanese. ICPhS XVII: Proceedings of the 17th International Congress of Phonetic Sciences. Honk kong, China, 2011. p. 236-239.

AUDACITY Team. Audacity 2.0.5, Pittsburgh: Carnegie Mellon University. October 21, 2015.

BARONE, M. Um estudo comparativo do acento ¡H+L* entre uma variaedade brasileira nordestina e uma italiana meridional: uma hipótese de lexicalização suprassegmental e uma reflexão sobre o conceito de foco. In: Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala, 4, 2013, Maceió. Anais do 4º Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala, Maceió: Poligraf, 2013. p. 180-186.

BAUMANN, S. The Intonation of Givenness: Evidence from German. PhD thesis. Saarland University. Linguistische Arbeiten 508. Tübingen: Niemeyer, 2006.

BAUMANN, S.; TROUVAIN, J. On the prosody of German telephone numbers. Proceedings of the 2th INTERSPEECH and 7th European Conference on Speech Communication and Technology (EUROSPEECH 2001), Aalborg, Denmark, 2001. p. 557-560.

BEAVER, D. I.; CLARK, B. Z. Sense and sensitivity: How focus determines meaning. Malden/Oxford: Wiley-Blackwell, 2008.

BOERSMA P.; WEENINK, D. Praat: doing phonetics by computer [Computer program]. 2015. Downloadable from

CARPES, D. R. P.; SOSA, J. M.; SEARA, I. C. Experimento de produção sobre a prosódia da não exaustividade semântica no português brasileiro. In: Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala, 4, 2013, Maceió. Anais do 4º Colóquio Brasileiro de Prosódia da Fala, Maceió: Poligraf, 2013. p. 97-102.

DELAIS-ROUSSARIE, E.; AVANZI, M.; HERMENT, S. Prosody and Language in Contact: L2 Acquisition, Attrition and Languages in Multilingual Situations. Berlin: Springer, 2015.

D’IMPERIO, M. Italian intonation: An overview and some questions. Probus, v. 14, n. 1, p. 37-69, 2002.

FERNANDES, F. R. Ordem, focalização e preenchimento em português: sintaxe e prosódia. 2007. 452 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

FROTA, S. Aspectos da Prosódia do Foco no Português Europeu. Letras de Hoje, v. 29, n. 4, p. 77-99. Porto Alegre, 1994.

_______. On the prosody and intonation of focus in European Portuguese. In: MARTÍNEZ-GIL, F.; MORALES-FRONT, A. (Eds.). Issues in the Phonology and Morphology of the Major Iberian Languages. Washington, D.C.: Georgetown University Press, 1997, p. 359-392.

_______. Prosody and focus in European Portuguese: Phonological phrasing and intonation. New York: Garland Publishing, 2000.

GONÇALVES, C. A. V. Focalização no Português do Brasil. 1997. 401 f. Tese (Doutorado em Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1997.

IBM Corp. Released, IBM SPSS Statistics for Windows, Version 24.0. Armonk, NY: IBM Corp, 2015.

KRAHMER, E. J.; SWERTS, M. Perceiving focus. In: LEE, C.; GORDON, M.; BÜRING, D. (Eds.). Topic and focus: Cross-linguistic perspectives on meaning and intonation. Dordrecht: Springer, 2007, p. 121-137.

LECUMBERRI, M. L. G.; ABREU, M. C. The manifestation of intonational focus in Castilian Spanish. Catalan Journal of Linguistics, v. 2, p. 33-54, 2003.

LEITE, D. R. Estudo prosódico sobre as manifestações de foco. 2009. 146 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

LEITE, D. R.; MAGALHÃES, J. O. de. Análise da influência do foco sintático no padrão do foco prosódico contrastivo. Revista Linguística, v. 6, n. 1, p. 58-72, 2010.

LUCENTE, L.; BARBOSA, P. Narrow focus in Brazilian Portuguese: spatial and temporal constraints. In: International Conference of Speech Prosody, 4, 2008, Campinas. Proceedings of Speech Prosody Conference, Campinas, Brazil, mai. 2008. p. 281-284.

MAASTRICHT, L. van; SWERTS, M.; KRAHMER, E. Acquiring native-like intonation in Dutch and Spanish: Comparing the L1 and L2 of native speakers and second language learners. Tiburg University, 2013. Disponível em: . Acesso em 10 Jun. 2015.

MAKINO, M. S.; MEDEIROS, B. R. de. Padrões de Pitch de palavras em sentença com foco em Português Brasileiro. Estudos Linguísticos XXX CD-ROM, 2001.

MORAES, J. A. de. Variações em torno de tema e rema. Anais do IX Congresso Nacional de Linguística e Filologia, Uerj, Cadernos do CNLF, v. IX, n. 17, p. 279-289, 2006.

MUSILIYU, Oyedeji. Características prosódicas dos números telefônicos no português brasileiro. 2014. 109 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Faculdade de Letras, Universidade Federal de Alagoas, Maceió, 2014.

SWERTS, M. Contrast and accent in Dutch and Romanian. Journal of Phonetics, v. 35, p. 380-397, 2007.

SWERTS, M; KRAHMER, E.; AVESANI, C. Prosodic marking of information status in Dutch and Italian: a comparative analysis. Journal of Phonetics, v. 30, p. 629-654, 2002.

VIGÁRIO, M. Aspectos da Prosódia do Português Europeu: estruturas com advérbio de exclusão e negação frásica. Braga: CEHUM, 1998.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-31903

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.