Hibridismo linguístico e a simulação temporal em reescritas de Gulliver’s Travels, de Jonathan Swift

Jacqueline dos Santos Pratas, Lauro Maia Amorim

Resumo


Neste artigo analisam-se duas traduções e uma adaptação de Gulliver’s Travels, de Jonathan Swift, obra orginalmente escrita no século XVIII, com o objetivo de observar se o emprego da norma padrão poderia ser um instrumento que auxilie na produção de um efeito de distanciamento temporal derivado de seleções lexicais e da adoção de estruturas linguísticas determinadas que atenderiam à representação semântica, sintática e estilística desse distanciamento. Constatou-se, com os resultados da análise, que, de fato, os tradutores lançaram mão do uso estratégico de determinadas seleções lexicais e estruturas gramaticais que evocam o efeito de distanciamento temporal, mas, em algumas das versões analisadas, observou-se também o emprego híbrido concomitante de construções linguísticas mais próximas de um certo registro informal, especialmente no caso da adaptação voltada para o público juvenil.


Palavras-chave


Estudos da Tradução. Hibridismo de normas. Marcas de oralidade.

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, L.M. A variação linguística em traduções de “alta literatura” e de best-sellers de ficção popular. Tradterm, v. 31, p. 136-166, 2018a. Disponível em: . Acesso em: maio de 2018.

AMORIM, L.M. Contrastando marcas de oralidade em traduções de “alta literatura” e de “best-sellers de ficção popular”: Ernest Hemingway e Agatha Christie. Belas Infiéis, v.7, n.1, p. 59-90, 2018b. Disponível em: . Acesso em: 15 jun. 2018.

BAGNO, M. Norma linguística, hibridismo & tradução. Traduzires, p. 19-32, Maio, 2012.

BAGNO, M. Não é errado falar assim! Em defesa do português brasileiro. São Paulo: Editora Parábola, 2010.

BORTONI-RICARDO, S. M. Nós cheguemu na escola, e agora? Sociolingüística & educação. São Paulo: Parábola, 2005.

BRITTO, P. H. A tradução literária. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

FARACO, C. A.; ZILLES, A. M. Para Conhecer: Norma Linguística. São Paulo: Contexto, 2017.

FARACO, C. A. Norma culta brasileira: desatando alguns nós. São Paulo: Parábola Editorial, p. 21-105, 2008.

LEXICAL COMPUTING CZ. Sketch Engine. Disponível em: . Acesso em:

MANUAL DA REDAÇÃO: Folha de São Paulo. São Paulo: Publifolha, 2015.

MARCUSCHI, L. A.; DIONISIO, A. P. (Orgs.) Fala e escrita. Recife: CEEL/Autêntica, 2006.

MILTON, J. O Clube do Livro e a tradução. Bauru: Edusc, 2002.

MOTHÉ, N. G. M. Gerúndio versus Infinitivo Gerundivo: Brasil e Portugal em contraste nos séculos XIX e XX. Estudos Linguísticos, XXXV, p. 1554-1563. Disponível em: . Acesso em: maio de 2019.

OSSELTON, N. E. Spelling-book rules and the capitalization of nouns in the seventeenth and eighteenth centuries. In: ARN, M.; WIRTJES, H.; JANSEN, H. (Orgs.) Historical & editorial studies in Medieval & Early Modern English for Johan Gerritsen. Groningen: Wolters-Noordhoff, 1985. p. 49-61

PINHO, M. Após memes, Temer diz que não vai usar mais mesóclise. 30/09/2016. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2019.

PRETI, D. (Org.). Discurso oral culto. 2. ed. São Paulo: Humanitas, 1999.

SARIAN, M. C. Para uma sociolinguística do texto literário traduzido: um olhar sobre ‘The Color Purple’ e sua tradução. Gragoatá,  v. 7, n. 13, p.163-179, 2002. Disponível em: Acesso em: dez. 2018.

SWIFT, J. Gulliver’s Travels. New York: Amazon Classics Edition, 2017.

SWIFT, J. As viagens de Gulliver. Tradução de Luiz Fernando Martins. São Paulo: Martin Claret, 2013.

SWIFT, J. Viagens de Gulliver. Tradução de Paulo Henriques Britto. São Paulo: Penguin-Companhia das Letras, 2010.

SWIFT, J. Viagens de Gulliver. Adaptação de Cláudia Lopes. 15. ed. São Paulo: Scipione, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-31658

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.