A emergência do gesto de apontar na Síndrome de Down em contexto clínico

Ediclécia Sousa de Melo, Ivonaldo Leidson Barbosa Lima, Paulo Vinícius Ávila Nóbrega

Resumo


A síndrome de Down (SD) é uma condição genética que provoca uma série de alterações no desenvolvimento linguístico da criança. Em relação à linguagem, é importante considerar sua natureza multimodal, assumindo-a como um envelope linguístico (ÁVILA-NÓBREGA, 2018) constituído de gestos, fala e olhar. Desse modo, é fundamental observar como o envelope linguístico multimodal emerge e é mobilizado pela criança com SD, em diferentes contextos. Este trabalho teve o objetivo de analisar a emergência do gesto do apontar de crianças com SD, em contextos de atendimento clínico. O estudo foi desenvolvido na Clínica Escola de Fonoaudiologia de uma instituição de ensino superior da Paraíba, a partir do registro de atendimentos terapêuticos fonoaudiológicos de duas díades: estagiária e criança com SD. Os dados foram registrados qualitativamente no programa ELAN – EUDICO Linguistic Annotator. Pode-se observar que o gesto de apontar emergiu com frequência no envelope linguístico multimodal das crianças, facilitando sua interação com as estagiárias, bem como na atenção conjunta e referência.


Palavras-chave


Síndrome de Down. Linguagem. Gesto de Apontar.

Texto completo:

PDF

Referências


ÁLLAN, S.; SOUZA, C.B.A. O Modelo de Tomasello sobre a Evolução Cognitivo-Linguística Humana. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol. 25 n. 2, p. 161-168. Abr-Jun 2009.

ÁLLAN, S.; SOUZA, C.B.A. Intencionalidade em Tomasello, Searle, Dennett e em Abordagens Comportamentais da Cognição Humana. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol. 27 n. 2, p. 241-248. Abr-Jun 2011.

ALVES, G.A.S.; DELGADO, I.C.; VASCONCELOS, M.L. O desenvolvimento da linguagem escrita por crianças com síndrome de Down. Revista Prolíngua. João Pessoa. Vol 1. N 1. p. 47-55, 2008.

AQUINO, F.S.B.; SALOMÃO, N.M.R. Intencionalidade comunicativa: teorias e implicações para a cognição social infantil. Estudos de Psicologia. Campinas, v.27, n.3, p. 413-420, 2010.

ÁVILA-NÓBREGA, P. V. O Sistema de Referenciação Multimodal de Crianças com Síndrome de Down em Engajamento Conjunto. 216 p. (Tese de Doutorado). PROLING/UFPB: João Pessoa, 2017.

ÁVILA-NÓBREGA, P. V. O Estudo do Envelope Multimodal como uma Contribuição para a Aquisição da Linguagem. Curitiba: Editora Appris, 2018.

BATES, E.; O’CONNELL, B.; SHORE, C. Language and Communication in Infancy Development. New York: Wiley, 1987.

CAVALCANTE, M.C.B. Hologestos - produções linguísticas numa perspectiva multimodal. Revista Letras, Cutitiba, v.1/2, n.31, p.9-16, 2012.

COSTA FILHO, J. M. S. “Olá, Pocoyo!” A constituição da atenção conjunta infantil com o desenho animado. 2011. 141 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal da Paraíba. João Pessoa, 2011.

DALLA DÉA, V.H.S.; BALDIN, A.D.; DALLA DÉA, V.P. Batista. Informações gerais sobre a síndrome de Down. In: DALLA DÉA, Vanessa Helena Santana; DUARTE, Edison (orgs.). Síndrome de Down: informações, caminhos, histórias de amor. São Paulo: Phorte, 2009. p. 23-42.

FREIRE, R.C.L.; et al. Aspectos neurodesenvolvimentais e relacionais do bebê com Síndrome de Down. Avances en Psicología Latinoamericana, Bogotá, Vol. 32, n. 2, p. 247-259, 2014.

GIL, A.C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4.ed. Sâo Paulo: Atlas, 2002.

HAZEL, S.; MONTENSEN, K.; RASMUSSEN, G. Introduction: a body of resources - CA studies of social conduct. Journal of Pragmatics, v.65, p.1-9, 2014.

KENDON, A. Gesture: Visible Action as Utterance. Cambridge: Cambridge University Press, 2004.

LIMA, I. L. B. Interações multimodais na clínica de linguagem: a criança com Síndrome de Down. 137 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – PROLING/UFPB: João Pessoa, 2016.

LIMA, I. L. B; CAVALCANTE, M. C. B. Desenvolvimento da linguagem na clínica fonoaudiológica em uma perspectiva multimodal. Revista do Gel, São Paulo, v. 12, n. 2, p. 89-111. 2015.

LIMA, I.L.B.; DELGADO, I.C.; CAVALCANTE, M.C.B. Desenvolvimento da linguagem na síndrome de Down: análise da literatura. Revista Distúrbios da Comunicação, v. 29, p. 354-364, 2017.

LIMA, I.L.B.; DELGADO, I.C.; CAVALCANTE, M.C.B. Relação entre a matriz linguística multimodal e a atenção conjunta de criança com síndrome de Down. Revista do GEL, v. 15, p. 85-99, 2018.

LIMA, K.A. Estudo comparativo do uso do apontar e sua relação com a produção vocal infantil, em cenas de atenção conjunta. 99 f. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal da Paraíba. 2015.

MCNEILL, D. So you think gestures are nonverbal? Psychological Review, v. 92, n. 3, p. 350-371, 1985.

MCNEILL, D. Hand and mind: What gestures reveal about thought. Chicago: University of Chicago Press, 1992.

MIGUENS, S.G.A.M. Uma Teoria Fisicalista do Conteúdo e da Consciência: D. Dennett e os debates da filosofia da mente. 604 p. (Tese de Doutorado). Faculdade de Letras da Universidade do Porto, 2001.

PUESCHEL, S. M. Síndrome de Down: guia para pais e educadores. Campinas: Papirus, 2002.

SCHAFFER, R. H. The child’s entry into a social word. London: Academic Press, 1984.

SOARES, M.L.C. Teorias de la intencionalidad, de Maria del Carmen Paredes Martín. Filosofia, Revista da Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Vol. 25-26, 2008-2009. p. 191-197.

TOMASELLO, M. Origens culturais da aquisição do conhecimento humano. São Paulo: Martins Fontes, 2003. Tradução de Claudia Berliner.

TOMASELLO, M.; et al. Understanding and sharing intentions: The origins of cultural cognition. Behavioral and Brain Sciences, 2005: 28, 675-691.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-31601

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.