Estratégias de textualização na polêmica sobre culturas agrícolas no Brasil

Patrícia Sousa Almeida de Macedo, Mônica Magalhães Cavalcante

Resumo


Neste artigo, analisamos algumas formas de textualização da modalidade polêmica no debate, cada vez mais intenso no Brasil, a respeito de dois modelos agrícolas divergentes: o da agroecologia e o do agronegócio. A modalidade polêmica é uma das modalidades argumentativas apontadas por Ruth Amossy em seus escritos sobre a argumentação no discurso. As categorias de análise que a autora elege para o estudo da argumentatividade no discurso são, em sua maioria, de ordem linguística (termos lexicais, construções sintáticas, conectores etc.) e pragmática (implícitos, pressupostos e subentendidos). Nosso intuito é propor, neste trabalho, que a análise da argumentação no discurso também utilize categorias de ordem textual para o estudo da argumentatividade e, mais especificamente, da modalidade polêmica. Assim, apresentamos o gênero do discurso e a intertextualidade como critérios textuais possíveis de serem mobilizados para a análise da argumentatividade em interações que participam do debate polêmico contemporâneo em torno das duas culturas agrícolas supramencionadas. Do ponto de vista metodológico, optamos por analisar um texto, pertencente ao gênero charge, que faz parte da polêmica em tela. Nossa análise nos leva a: i) corroborar a tese de que a opção por um dado gênero consiste em uma estratégia de persuasão e ii) confirmar a hipótese de que é possível um texto desprovido de visada argumentativa participar ativamente de uma polêmica, desde que seja visto pelo prisma das relações intertextuais às quais ele alude. Além desses, outros critérios de textualização podem ser mobilizados para uma análise da argumentatividade polêmica.


Palavras-chave


Modalidade polêmica. Gênero do discurso. Intertextualidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ADAM, Jean-Michel. A linguística textual: introdução à análise textual dos discursos. Trad. João Gomes da Silva Neto et al. 2.ed. rev. e aum. São Paulo: Cortez, 2011[2008].

AMOSSY, Ruth. Rhétorique et analyse du discours. Pour une approche socio-discursive des textes. In: ADAM, J.M.; HEIDMANN, U. (Orgs.). In: Sciences du texte et analyse de discours. Etudes de Lettres, 2005, p. 163-179.

______. As modalidades argumentativas do discurso. In: LARA, Gláucia; MACHADO, Ida; EMEDIATO, Wander (Orgs.). Análises do discurso hoje, vol. 1. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008, p. 231-254.

______. Argumentação e Análise do Discurso: perspectivas teóricas e recortes disciplinares. Trad. Eduardo Lopes Piris e Moisés Olímpio Ferreira. In: EID&A – Revista Eletrônica de Estudos Integrados em Discurso e Argumentação, Ilhéus, n. 1, nov. 2011, p. 129-144.

______. Apologia da polêmica. Trad. Mônica Magalhães Cavalcante et al. São Paulo: Contexto, 2017[2014].

______. A argumentação no discurso. Coord. de trad. Eduardo Lopes Piris e Moisés Olímpio-Ferreira; trad. Angela M. S. Corrêa et al. São Paulo: Contexto, 2018 [2016].

CAVALCANTE, Mônica Magalhães. Abordagens da argumentação nos estudos de Linguística Textual. In: ReVEL, edição especial, vol. 14, n. 12, 2016, p. 106-124.

______. Linguística Textual e Argumentação. Encontro do GELNE. Natal/RN, 2017.

MACEDO, Patrícia Sousa Almeida de. Análise da argumentação no discurso: uma perspectiva textual. 243f. Tese (Doutorado), Universidade Federal do Ceará, Centro de Humanidades, Programa de Pós-Graduação em Linguística, Fortaleza, 2018.

MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. Trad. Cecília P. de Souza-e-Silva. 5.ed. São Paulo: Cortez, 2008a.

______. Discurso e análise do discurso. In: SIGNORINI, Inês (Org.). [Re]discutir texto, gênero e discurso. São Paulo: Parábola Editorial, 2008b, p. 135-155.

PERELMAN, Chaïm; OLBRECHTS-TYTECA, Lucie. Tratado da argumentação: a nova retórica. Trad. Maria Ermantina de Almeida Prado Galvão. 2.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-11390

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.