Lugares (em tensão) no jogo argumentativo: garota de programa e maternidade

Mirielly Ferraça

Resumo


A partir de entrevistas realizadas com prostitutas em uma casa noturna localizada na cidade de Cascavel-PR, com aprovação e consentimento do Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), este artigo pretende dar visibilidade ao direcionamento argumentativo movimentado na cena do acontecimento enunciativo. Como aporte teórico, este trabalho se inscreve na Semântica do Acontecimento, teoria de base materialista, desenvolvida por Eduardo Guimarães (2005, 2009, 2010, 2013a, 2013b). Pretende-se a) identificar a cena enunciativa e perceber como Locutor, Alocutário, l-x, al-x e al-y estão imbricados e como se constituem nesse espaço de enunciação; b) perceber como se dá o direcionamento argumentativo no texto; c) refletir sobre a memória que entrelaça o acontecimento, propiciando um devir.

 


Palavras-chave


Semântica do Acontecimento. Argumentação. Prostituição.

Texto completo:

PDF

Referências


FERRAÇA, Mirielly. Prostituição: vozes que ecoam, sereias que (en)cantam. 2013. 165 f. Dissertação (Mestrado em Linguagem e Sociedade) - Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Cascavel, 2013.

GUIMARÃES, E. R. J. ______. Semântica do acontecimento: um estudo enunciativo da designação. Campinas, SP: Pontes, 2ª edição, 2005.

______. A Enumeração: Funcionamento Enunciativo e Sentido. In. GUIMARÃES, Eduardo e ZOPPI-FONTANA, Mónica G. (orgs.). Caderno de Estudos Linguísticos. Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Estudos da Linguagem – Campinas, SP, n. 1 (ago. 1978) Publicação Semestral. 2009.

______. Os limites do sentido: um estudo histórico e enunciativo da linguagem. Campinas: Editora RG, 4. ed., 2010.

______. Argumentatividade e argumentação. Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Passo Fundo. v.9, n. 2, p. 271-283,jul./dez., 2013 a.

______. Entre o novo e a moda. In: ______. Joelma Aparecida Brewssanin; Neuza Zattar; Taisir Mahmudo Karim; Ana Maria Di Renzo. (Org.). Linguagem e interpretação: a institucionalização dos dizeres na história. 1. ed. Campinas: RG Editora, 2013 b, p. 61-85.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. Campinas, SP: Fontes, 3. ed., 2001.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. 5. ed. Trad. Eni Puccinelli Orlandi. Campinas: Editora da Unicamp, 2014.

PRIORE, M. D. Ao sul do corpo: condição feminina, maternidade e mentalidades no Brasil Colônia. Rio de Janeiro: José Olympio, 1995.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-11350

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.