Para uma crítica lexicográfica das microestruturas da Munduruku Word List

Jorge Domingues Lopes, Renan do Socorro dos Santos Borges

Resumo


O presente trabalho, que descreve e analisa o tratamento lexicográfico dado às microestruturas da Munduruku Word List, de Crofts (1986a, 1986b, 1986c, 1986d), baseia-se nas ciências do léxico – lexicologia, lexicografia e metalexicografia –, e parte, sobretudo, de reflexões metalexicográficas, tomando como pressupostos teórico-metodológicos Haensch (1982), Welker (2004) e Atkins e Rundell (2008), para reflexões de teoria lexicográfica, e em Lopes (2014), para a descrição de microestruturas segundo um esquema de descrição lógica que apresenta os elementos constituintes das microestruturas. O corpus constitui-se do conjunto de entradas iniciadas pela letra A da Munduruku Word List. As análises mostram que, nessa parte do material, existem 12 microestruturas básicas diferentes, com elementos variantes no lema, no equivalente e exemplo, além da presença de notas do autor referentes ao lema e ao equivalente. Outros recursos que se encontram no material são traduções literais e remissivas.


Palavras-chave


Mundurukú. Material lexicográfico. Lista de palavras. Microestrutura.

Texto completo:

PDF

Referências


ATKINS, Beryl T.; RUNDELL, Michael. The Oxford Guide to Practical Lexicography. New York: Oxford Universit Press, 2008.

BARROS, Maria Cândida Drumond Mendes. O contexto político e intelectual da entrada do Summer Institute of Linguistics na América Latina (1930-1960). Revista Internacional de Lingüística Iberoamericana (RILI), n. 4, p. 149-210, 2004. Disponível em: . Acesso em: 15 dez. 2017.

BIDERMAN, Maria Tereza Camargo. Teoria Linguística: teoria lexical e linguística computacional. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

COWARD, David; GRIMES, Charles. Making Dictionaries: a guide to lexicography and the Multi-Dictionary Formatter. Waxhaw, North Carolina: SIL International, 2000.

CROFTS, Marjorie. Munduruku Word List. [s.l.], 1986a. Ms. V. 1.

CROFTS, Marjorie. Munduruku Word List. [s.l.], 1986b. Ms. V. 2.

CROFTS, Marjorie. Munduruku Word List. [s.l.], 1986c. Ms. V. 3.

CROFTS, Marjorie. Munduruku Word List. [s.l.], 1986d. Ms. V. 4.

CROFTS, Marjorie. Aspectos da língua Munduruku. Cuiabá: Sociedade Internacional de Linguística, 2004.

CROFTS, Marjorie. Gramática Munduruku. Tradução de Mary I. Daniel. Cuiabá: Sociedade Internacional de Linguística, 2006.

DUBOIS et al. Dicionário de Lingüística. São Paulo: Cultrix, 1993.

FARGETTI, Cristina Martins. Estudos fonológico e morfossintático da língua Juruna. 2001. 317 f. Tese (Doutorado em Linguística) - Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2001.

GOMES, Dioney Moreira. Voz média em Mundurukú: uma análise do morfema je-(ʤe-). In: RODRIGUES, Aryon D.; CABRAL, Ana S. A. C. (Orgs.). Línguas e culturas Tupi. Campinas, SP: Curt Nimuendajú; Brasília: LALI/UNB, 2007. v. 1. p. 317-323.

HAENSCH, Günther; WOLF, Lothar; ETTINGER, Stefan; WERNER, Reinhold. La lexicografía: de la lingüística teórica a la lexicografía práctica. Madri: Gredos, 1982.

ISQUERDO, Aparecida Negri. Os estudos lexicográficos no Brasil: um percurso histórico. In: CARDOSO, Suzana; MEJRI, Salah; MOTA, Jacyra (Orgs.). Os dicionários: fontes, métodos, novas tecnologias. Salvador: Vento Leste, 2011. p. 113-140.

LOPES, Jorge Domingues. Uma interface da documentação linguística e modelos lexicográficos para línguas indígenas brasileiras: uma proposta para o Suruí-Aikewára. 2014. 599 f. Tese (Doutorado em Linguística) - Programa de Pós-Graduação em Linguística, Instituto de Letras, Universidade de Brasília, Brasília, DF, 2014.

MARTIUS, Carl Friederich Phillip Von. Lingua Tupi: Dialecti varie. Dialectus vulgaris. Der gemeine Dialekt, oder die Mundrucûs. 1867. p. 18-20.

PICANÇO, Gessiane Lobato. O sistema tonal de Mundurukú revisitado. In: RODRIGUES, A. D.; CABRAL, A. S. (Eds.). Línguas Indígenas Brasileiras: Fonologia, Gramática e História. ENCONTRO INTERNACIONAL DO GT DE LÍNGUAS INDÍGENAS DA ANPOLL, 1. Anais... Belém: Editora da UFPA, 2002. v. 1. p. 243-253.

______. Mundurukú: phonetics, phonology, synchrony, diachrony. 2005. 424 f. Thesis. Doctor of Philosophy-Linguistics. The University of British Columbia. 2005.

NADEN, Tony. From Wordlist to Comparative Lexicography: The Lexinotes. Lexikos, v. 3, p. 167-190, 1993. Disponível em: . Acesso em: 16 mai. 2017.

PALÁCIO, Adair Pimentel. Guató: a língua dos índios canoeiros do rio Paraguai. 1984. 155 f. Tese (Doutorado em Linguística) - Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas-SP, 1984.

RODRIGUES, Aryon Dall’Igna. Os estudos de Lingüística Indígena no Brasil. Revista de Antropologia, v. 2, n. 1-2, p. 9-21, jun./dez., 1963.

RODRIGUES, Aryon Dall’Igna. A classificação do tronco lingüístico tupí. Revista de Antropologia, v. 12, n. 1-2, jun./dez., 1964.

RODRIGUES, Aryon Dall’Igna. Línguas Ameríndias. In: GRANDE ENCICLOPÉDIA DELTA LAROUSSE. Rio de Janeiro: Delta, 1970. p. 4034-4036.

SANTIAGO, Márcio Sales. Análises contrastivas de microestruturas em dicionários escolares. Pesquisas em Discurso Pedagógico, Rio de Janeiro, n. 1, p. 1-14, jan./jun. 2012.

SOARES, Marília Facó. Subespecificação tonal e tom default: o caso Tikuna. In: CABRAL, Ana Suelly Arruda Cabral; RODRIGUES, Aryon Dall’Igna (Orgs.). Estudos sobre Línguas Indígenas I. Belém: Universidade Federal do Pará, 2001. p. 9-35.

WELKER, Herbert Andreas. Dicionários: uma pequena introdução à lexicografia. 2. ed. Brasília, DF: Thesaurus, 2004.

WERNER, Reinhold. Léxico y teoría general del lenguaje. In: HAENSCH, Günther; WOLF, Lothar; ETTINGER, Stefan; WERNER, Reinhold. La lexicografía: de la lingüística teórica a la lexicografía práctica. Madri: Gredos, 1982. p. 21-94.




DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321-21180

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.