Igreja e modelos alternativos de família: uma abordagem discursiva de base sistêmico-funcional à luz do subsistema atitude da teoria da avaliatividade

Alex Luis dos SANTOS, Narjara Rhayssa Ferreira DUARTE

Resumo


O estudo da avaliatividade — uma abordagem para explorar, descrever e explicar a forma como a linguagem é usada para avaliar, adotar posturas, construir personas textuais e gerenciar posicionamentos interpessoais e relacionamentos — possibilita a compreensão crítica do complexo de valores, costumes, crenças e práticas que constituem o modo de vida de um grupo específico. Destarte, este artigo apresenta uma análise, com base nesse estudo, do discurso do cardeal Joseph Ratzinger — o papa Bento XVI — que oficializa a posição da Igreja Católica em relação aos modelos alternativos de família. Objetiva-se, então, elaborar uma crítica sobre as implicações decorrentes das escolhas linguísticas que apontam a avaliação do pontífice. A despeito de uma reavaliação da postura ético-teológica a ser adotada em relação à homossexualidade, que alguns estudos têm apontado, o que se percebe por meio principalmente de julgamentos é a resistência a qualquer inclinação para o reconhecimento social das formas alternativas de família.

Palavras-chave


Avaliatividade; Bento XVI; homossexualidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.22168/2237-6321.2.2.1%20esp..112-130

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Entrepalavras © 2012. Todos os direitos reservados.
Av. da Universidade, 2683, Benfica, CEP 60020-180, Fortaleza-CE | Fone: (85) 3366.7629
Creative Commons License
Entrepalavras (ISSN: 2237-6321) está licenciada sob Creative Commons Attribution-NonCommercial 3.0.